Cinemas de Rua de Curitiba

Vídeo realizado com somente fotos sobre os cinemas de rua de Curitiba com depoimento de Zito Alves Cavalcanti. Trabalho feito para pós-graduação em documentários da Unicuritiba em setembro de 2006.

Equipe:
Elisa Marilia Prado Carneiro
Luis Frederico Favoreto
Nikola Matevski
Roberval Machado
Jose Padilha

2 comentários

  1. O 1? Cine Ritz encerrou suas atividades em 1962, quando houve o alargamento da Rua XV de Novembro na gestao Ivo Arzua, e os velhos predios do trecho foram demolidos. Anos depois a multinacional C A adquiriu o grande terreno e construiu a sua loja de departamentos. Quando o projeto foi apresentado ao IPPUC, o prefeito Jaime Lerner, cinefilo fiel e preocupado com o fechamento dos cinemas, propos que, ao inves do miolo-de-quadra, que por lei deveria existir, fosse executado pela C A um confortavel cinema, com 280 lugares. Apesar de ter deixado a Prefeitura, e a sua proposta sofrer alguma oposicao pela administracao que o sucedeu, venceu o bom senso e a Fundacao Cultural de Curitiba ganhou a sua melhor sala, o 2? Cine Ritz, inaugurado em marco de 1985, com o filme ” Cabra Marcado para Morrer “, de Eduardo Coutinho .

  2. Construido o edificio, o professor David Carneiro arrendou o cinema, cujo luxo e conforto vinha rivalizar com o Cine-Theatro Avenida (inaugurado 12 anos antes, por Feres Mehry) a um jovem de Ponta Grossa, Leoncio Aranoski, que desejava entrar no mercado cinematografico curitibano. A inexperiencia de Leoncio Aranoski o fez, entretanto, fracassar como exibidor, e, acumulando dividas, o Cine Opera acabou sendo assumido pelo professor David Carneiro, que, mais tarde, entregaria a sua administracao ao jovem Ismail Macedo. Anos depois, se afastaria da empresa – transformada em Orcopa, com outros socios, e que em julho de 1965, seria vendida – ja entao como circuito de exibicao ao comerciante Jorge Miguel Azuz, tambem de Ponta Grossa, que, em poucos meses, o passaria para o grupo Verde Martinez. O grupo Zonari (Vitoria Cinematografica) foi o ultimo proprietario do cinema, antes de seu fechamento.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.